segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Família Dumont reproduz Cândido Portinari por meio dos bordados
Bordado Matizes Dumont
Lembra-se de Cândido Portinari? Famoso artista plástico (pintor) brasileiro. Ok! E você já ouviu falar da Família Dumont? Pois bem... a Família Dumont também conhecidos como Matizes Dumont, é formada por seis artistas de uma mesma família do interior de Minas Gerais sendo a mãe e seus cinco filhos. (Agora a família cresceu e já possui novos integrantes)

Desde criança todos bordam e este trabalho de tão particular e belo que é ficou reconhecido em todo o país seguido de fama  internacional. Por meio dos bordados, começaram a ilustrar livros para todas as idades de autores renomados como Ziraldo, Jorge Amado, Manoel de Barros, Tetê Catalão e outros.

Bordado Matizes Dumont
Portinari também ficou muito conhecido ao ser convidado pelo governo brasileiro pra pintar dois painéis que seriam presenteados à sede da Organização das Nações Unidads - ONU em Nova York em 1956. O título da obra é Guerra e Paz, e graças aos esforços de seu filho João Cândido Portinari os painéis voltam ao Brasil para uma exposição itinerante que em Abril prevê passar por Brasília e após retornar à Nova York - quando a sede da ONU termina sua reforma. (Porém a previsão de reforma do prédio da ONU é de três anos e assim temos tempo para visitar a exposição)

Pois sim: por conta desta homenagem ao artista João convidou vários ilustres para que expressando suas artes fizessem parte destas manifestações. Assim,  a família Dumont ficou encarregada dos bordados baseados nos estudos realizados para a obra, e o cantor Milton Nascimento foi convidado a compor uma música para o pintor. Também o coreógrafo norte-americano David Parsons preparou uma coreografia onde o próprio artista dança com uma personagem do painel, e uma escultura também foi encomendada a Sérgio Campos que interpreta em bronze as duas pinturas.

Telas de Cândido Portinari bordadas em exposição no RJ
Os Dumont dividiram o trabalho em 16 bordados e suas referências foram baseadas nos 150 estudos elaborados pelo pintor para o desenvolvimento das pinturas da ONU. Os desenhos de Portinari foram passados para tecidos e tapeçarias confeccionados em Minas Gerais e as irmãs bordaram as cenas com fios brasileiros e estrangeiros. Nem ainda terminaram os trabalhos e já foram vendidos a um colecionador aficcionado por tudo que se refere ao pintor. Agora a família busca patrocínio para exporem os trabalhos ao lado dos painéis originais.



_______________________________________________________
Fonte: Correio Braziliense, 14.02.11, por Nahima Maciel
Publicado em 14.02.11, às 22h27 por Leandro Pires

2 comentários:

  1. Gostaria de reproduzir o desenho das meninas brincando de roda na árvore - Portinari - porém não tenho muita prática e precisaria pelo menos do risco, características da linha usada, ponto, etc.

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de como Lídia reproduzir o desenho das meninas brincando de ao redor da árvore,poderia me fornecer risco ,pontos usados e cores das linhas ? Obrigada

    ResponderExcluir